Ultimas

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Comunidade do Sítio Cajazeiras, no Riacho do Rosário recebe visita do Padre Zé Vicente


A Comunidade do Sítio Cajazeiras no Riacho do Rosário, em Lavras da Mangabeira, receberá no próximo dia 29, sexta feira, a visita do Padre Cantor Zé Vicente, da Vizinha Cidade de Orós, quando irá proferir palestra durante o dia, e à noite fará uma pregação como parte das festividades alusivas ao Padroeiro da Comunidade, Divino Espírito Santo.

O padre Zé Vicente que há vários anos trabalha junto às Comunidades Eclesiais de Base-CEBs e outros movimentos de pastorais, fará a sua pregação sob o tema: Que o Divino Espírito Santo venha fortalecer cada uma de nós para se arrepender do próprio modo de maltratar o meio ambiente para pequenos danos ecológicos neste ano da misericórdia.

Logo mais à noite, será celebrada a quinta noite de novena, que tem como tema: Que o Divino Espírito Santo forme uma igreja que escute os diferentes carismas, na misericórdia de Deus para renovar a evangelização. A pregação ficará a cargo do Casal Orlando e Ritinha, da Comunidade Melancias.

As festividades prosseguirão até o próximo dia 31 de Julho, envolvendo todos os segmentos da Comunidade do Sítio Cajazeiras, no Riacho do Rosário.

Zé Vicente é natural de Orós, Ceará. Canta e compõe desde 1981, fazendo de suas composições e voz instrumentos não só para o povo brasileiro, mas também para toda a América Latina. Porque os países do nosso continente têm muitas histórias em comum, principalmente o sofrimento e a luta por existência mais digna e alegre. Esse é o tipo de poesia que acontece na obra de Zé Vicente, uma poesia que só acontece no coração de quem sabe o que é o sofrimento, mas já experimentou a alegria do encontro com Cristo.

Zé Vicente, em seus CDs canta a esperança acima de todas as aparências de desespero que andam por aí. A aceitação é tão grande que países por onde Zé Vicente nem passou ainda solicitam suas músicas em versões para o espanhol, como Colômbia, México e Venezuela. Apesar de só ter visitado Nicarágua, Panamá e Chile. Dessas solicitações surgiu o disco Presente, versão em espanhol, com a participação de Míriam Mirah e Turcão, ex-componentes da formação original do grupo Tarancón.

Apesar de sua incursão pelo espanhol, sua marca registrada são as músicas com forte influência dos ritmos nordestinos, cheios de energia e contagiantes. Eles estão na medida para um músico que volta-se para as emoções das pessoas, seja para fazer dançar ou chorar. Além disso, Zé Vicente é reconhecido pela beleza e profundidade com que resgata a mística popular nas suas letras, mesmo que seja sob a ótica do cotidiano nos setores menos favorecidos da população.

Muito requisitado para encontros e apresentações, Zé Vicente elabora e coordena outra ramificação do seu tipo de trabalho, são as chamadas Oficinas de Expressões Celebrativas, onde as pessoas podem dar vazão a outras inspirações artísticas e liberarem suas energias, a partir da vivência das músicas durante os encontros. Depois de encerrado o trabalho nas oficinas, muitas pessoas podem ver e apreciar o resultado em forma de shows populares.

Apesar de ser conhecido e respeitado, servindo como referência a outros cantores dentro do mesmo estilo, a idéia de ser uma "estrela" não é a tônica do trabalho de Zé Vicente. Ele prefere deixar como marca um espaço para a cooperação, e é por isso mesmo que, em 1990, tornou-se um dos organizadores do MARCA - Movimento de Artistas da Caminhada. A meta do MARCA é reunir gente de poesia, de canto, desenho, pintura, teatro, dança e tudo mais que puder levar as pessoas a celebrarem, fazerem festa. Produzindo arte que leva em conta os desafios apresentados pela realidade urbana, Zé Vicente é fiel ao seu ideal, sem perder a referência do que é realmente belo na criação popular.

Com informações de Furtado Guedes.

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Lavras na Mídia - Onde você se conecta! - Lavras da Mangabeira/CE